PRAÇA JAMES FANSTONE N° 60 - CENTRO
ANÁPOLIS-GO - CEP: 75.020-390 E-MAIL: contato@heg.com.br
Diretor téc HEG: Dr. Carlos Siade RQE 4262 - Cirurgia Vascular/Angiologia - CRM 9155
TELEFONES: (62) 3099-9000 / (62) 3099-9010

Acesse o Webmail

Notícias

Conheça as melhorias na política de acolhimento do HEG

Quando chega o dia da cirurgia marcada, a expectativa é que na data do procedimento cirúrgico todo o processo corra de maneira segura e confortável para o paciente. É por esse motivo que o Hospital Evangélico Goiano implementou recentemente o serviço de acolhimento ao paciente, com o objetivo de oferecer apoio durante o período pré-operatório.

Com esta nova proposta, o tempo de espera e os atrasos no dia do procedimento diminuíram consideravelmente, de acordo com informações repassadas pela coordenadora do Centro Cirúrgico, a enfermeira Maryenne Cristine Gama Junqueira.

“Nosso objetivo é nos aproximarmos do paciente que precisa realizar um procedimento cirúrgico no Hospital Evangélico Goiano. Desde que o acolhimento especializado foi implantado, o nível de informação dada aos pacientes e familiares melhorou consideravelmente”, explicou a enfermeira Maryenne.

A partir deste serviço, os acompanhantes dos pacientes cirúrgicos passaram a ter um local onde podem direcionar dúvidas e apresentar reclamações. Com uma melhor interação entre a coordenação do centro cirúrgico e o público, o número de queixas diminuiu e o trabalho ganhou agilidade.

“Em casos especiais, um anestesista fica à disposição para a necessidade de avaliação pré-anestésica no dia cirurgia, apenas em situações específicas. Com isso, o médico anestesista pode prever possíveis complicações e tomar precauções importantes”, ressaltou a coordenadora do Centro Cirúrgico, a enfermeira Maryenne Cristine Gama Junqueira.

Antes da entrada do paciente no centro cirúrgico, todos os exames, documento e demais itens necessários para a realização de uma cirurgia segura são verificados. Também é realizada a tricotomia e a demarcação da lateralidade, onde o cirurgião confirma o local da cirurgia a ser realizada. Esta preparação prévia ajuda a diminuir ainda mais o tempo de espera no centro cirúrgico.

Quem passa por procedimentos cirúrgicos no HEG é orientado a retirar adornos e roupas e colocar a vestimenta cirúrgica, ação essencial para evitar contaminações. No caso de o paciente esquecer em casa exames importantes para a cirurgia, algumas estratégias conjuntas entre o médico cirurgião, o anestesista e a enfermeira coordenadora são adotadas, para que não haja adiamento do procedimento cirúrgico.

Se houver qualquer alteração clínica no paciente na data agendada, os médicos plantonistas realizam mais uma série de exames antes da entrada na sala de cirurgia, caso necessário. Pacientes com algum tipo de comorbidade ou doença associada recebem cuidados direcionados – é o caso de pacientes portadores de diabetes, hipertensão e outras condições de saúde que requerem atenção.

Uma política nutricional é implementada para evitar infecções. Existe um protocolo de abreviação de jejum, para que nenhum paciente seja submetido a um período maior do que 12 horas em jejum, salvo em casos específicos.

“Posso dizer que os procedimentos realizados depois da implantação da política de acolhimento têm ainda mais segurança. Acredito que a satisfação do paciente também aumentou. O acolhimento tornou o procedimento cirúrgico no HEG ainda mais seguro”, conclui a enfermeira Maryenne Cristine Gama Junqueira.

Diretor técnico do HEG
Dr. Carlos Siade – CRM 9155