PRAÇA JAMES FANSTONE N° 60 - CENTRO
ANÁPOLIS-GO - CEP: 75.020-390 E-MAIL: contato@heg.com.br
Diretor téc HEG: Dr. Carlos Siade RQE 4262 - Cirurgia Vascular/Angiologia - CRM 9155
TELEFONES: (62) 3099-9000 / (62) 3099-9010

Acesse o Webmail

Notícias

“Eu amo o que eu faço” – Entrevista especial com Tereza de Jesus, que atua na higienização

IMG_20190314_102007020_BURST000_COVER

Os 19 anos de Tereza de Jesus dos Santos de Souza no Hospital Evangélico Goiano carregam muitas histórias. Como encarregada da higienização, cabe a ela garantir que todos os cantos do HEG estejam limpos. Seu trabalho é importante, por exemplo, pra combater a infecção hospitalar. E seu cuidado extremo garantiu a confiança da direção do Evangélico.

Quando começou a trabalhar na instituição, havia sido indicada por sua irmã, Maria da Cruz, que durante muito tempo atuou como telefonista do hospital. ”Quando eu entrei aqui eu precisava trabalhar”, relata Tereza, mais conhecida como Terezinha. Aos 61 anos, trabalha com muita garra e disposição para contribuir com o sustento de sua família.
Ela se orgulha de ter a confiança dos diretores e de ter seu trabalho pelo diretor executivo da instituição, o médico Ernei de Oliveira Pina. “Até hoje ele gosta de mim, do meu trabalho, porque se não já tinha me mandado embora”, relata em meio a risadas. E seu sorriso cativante faz com que ela tenha a admiração de toda a família HEG.

Tereza tem um bom relacionamento com todos. Ela esperava trabalhar por tanto tempo no Hospital Evangélico Goiano? “Não esperava não, mas foi bom. Ainda hoje estou aqui. Criei meus filhos, meus netos e estou aqui até hoje. Eu tenho neto pequeno que precisa da minha ajuda. Sempre trabalhando na higienização. Eu gosto. Eu amo o que eu faço”, responde.

Como coordenadora de uma equipe com mais de 30 colaboradores, ela dá o exemplo em seu trabalho e participa de todo o processo de higienização: “eu pego no rodo. Tomo conta de uma sessão”. Ela destaca a importância do seu ofício na manutenção da saúde de quem passa pelo HEG todos os dias.

“Eu entendo a importância do meu trabalho para o controle de infecção hospitalar. Porque se nós não fizermos um trabalho bem feito, não é possível acabar com a infecção hospitalar. Todos os setores têm que ter muito cuidado e fazer esse controle. Além da higienização, é preciso lavar as mãos, fazer a higiene com álcool e limpar muito bem as camas. Se nós não tivermos cuidado com os pacientes, nós não vencemos as bactérias. É o que eu passo para as meninas da higienização todos os dias”, explica Tereza de Jesus dos Santos de Souza.

No mês da mulher, ela fala destaca o papel das mulheres na sociedade: “é maravilhoso ser mulher, ajudar meus filhos, meus netos e toda a minha família”