PRAÇA JAMES FANSTONE N° 60 - CENTRO
ANÁPOLIS-GO - CEP: 75.020-390 E-MAIL: contato@heg.com.br
Diretor téc HEG: Dr. Carlos Siade RQE 4262 - Cirurgia Vascular/Angiologia - CRM 9155
TELEFONES: (62) 3099-9000 / (62) 3099-9010

Acesse o Webmail

Notícias

Hospital Evangélico Goiano promove ações voltadas à segurança medicamentosa

Durante todo o mês de julho, serão promovidas no Hospital Evangélico Goiano diversas atividades com o objetivo de ampliar as ações voltadas à segurança medicamentosa. “No HEG, levamos a sério a ministração, manuseio e armazenamento de medicamentos, pois buscamos criar um ambiente seguro para nossos pacientes”, destaca Julie Baird siade, enfermeira e gestora de notificações do Hospital Evangélico Goiano.

Ela explicou que a adoção de padrões seguros para o manuseio de medicamentos é uma das seis metas internacionais de segurança do paciente estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde. “A OMS estabelece vários critérios para a manutenção da qualidade do atendimento que é oferecido em instituições de saúde. A segurança medicamentosa é uma delas”, pontua a gestora de notificações Julie Baird Siade.

“Nós temos uma cadeia medicamentosa muito bem estruturada, com um controle muito rigoroso das medicações que são ministradas aos pacientes”, continua. Um cuidado especial é dado a pacientes que utilizam os medicamentos psicotrópicos, comumente chamados de remédios psiquiátricos. Julie Baird detalhou que alguns tipos de medicamentos podem ser letais, caso sejam utilizados da forma incorreta.

“Desde a saída da farmácia do hospital até a ministração das medicações, o processo passa por um rigoroso controle de qualidade, sempre com a supervisão do Núcleo de Segurança do Paciente do Hospital Evangélico Goiano. É um sistema seguro, em constante aprimoramento, sempre com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento oferecido”, evidencia a enfermeira Julie.

Alguns métodos são utilizados para evitar que os medicamentos sejam ministrados fora da prescrição médica, com métodos que previnem erros. Pacientes que já usam medicamentos são orientados a deixa-los em recipientes individuais, para evitar que eles sejam confundidos com os que serão prescritos durante o seu período de internação.

Metas internacionais de segurança do paciente – Organização Mundial de Saúde

Meta 1 – Identificar os pacientes corretamente

Meta 2 – Melhorar a comunicação efetiva

Meta 3 – Melhorar a segurança de medicamentos de alta-vigilância

Meta 4 – Assegurar cirurgias com local de intervenção correto, procedimento correto e paciente correto

Meta 5 – Reduzir o risco de infecções associadas aos cuidados de saúde

Meta 6 – Reduzir o risco de lesões ao paciente decorrentes de quedas